A maior cidade portuária da China é Shanghai. É limitada pelo sul pelo golfo de Hangzhou e a oeste com as províncias de Zhejiang e Jiangsu, pelo norte aproxima-se da desembocadura do rio Changjiang e por este estende-se o Oceano Pacífico. Com uma superfície de 6.340,5 kilómetros quadrados, na sua área urbana de 748 vivem cerca de 14.000.000(?) habitantes. É um dos três municípios directamente subordinados ao poder central.

Shanghai possui uma longa história que remonta já ao Período da Primavera e Outono (770-476 a.c.) e ao Período dos Reinos Combatentes (475-221 a.c.) nos quais houve já notáveis relatos. Depois de dois séculos de desenvolvimento alcançou a actual escala metropolitana.

E uma cidade de interesse geral, centro industrial, financeiro, cultural, comercial e de comunicações. O seu aeroporto era já o segundo em importância na China, quando um novo foi aberto em Putong, a nova cidade satélite de Shanghai na margem esquerda do rio Huangpu.. Pelo seu porto marítimo se mobiliza um volume superior a 200 milhões de toneladas por ano.

Cidade de grande movimento, possui abundantes recursos humanos e todas as facilidades e instalações para satifazer os visitantes e turistas, permitindo-lhes conhecer as tradições e os costumes do povo chinês.

 

Locais de importância nacional:

Templo do Buda de Jade – Foi construído no ano 1882. Com os seus 8000m2 e um dos templos mais famosos a sul do rio Changjiang. Goza de grande estima por exibir o Buda Sakyamuni, trazido da Birmâmia.

 

Centro de Estudos do Artesanato de Shanghai -  É a primeira instutuição dedicada ao estudo do artesanato e das tradições do país. Compreende 19 departamentos, entre os quais de bordados, de bordados de fustão (espécie de tecido de algodão), talhas e esculturas de marfim…

 

Excursões no Rio Huangpu – o rio <huangpu tem 110 kms de longitude e pode ser percorrido em toda a extensão, permitindo apreciar as típicas construções urbanas, as novas zonas industriais e as esplêndidas paisagens que oferece antes de desembocar no oceano.

 

Palácio dos Pioneiros – Foi criado em 1953 e nele se oferece educação extracurricular a mais de cem grupos infantis de danças, música, pintura e caligrafia. Além de organizar eventos de intercâmbio cultural com exposições artísticas e competências científicas.

 

Museu de Shanghai – Nele podem admirar-se mais de cem mil peças valiosíssimas , como objectos de bronze das dinastias Shang e Zhou, porcelanas,  pinturas e caligrafias famosas na China e em todo o mundo.

 

Antiga casa da Senhora Soong Qingling - É uma construção ao estilo de um jardim com 4300 m2.

Nela viveu e trabalhou Song Qingling (Soong Qing Ling), a esposa do Dr. Sun Yat-Set, primeiro Presidente da China.

 

O BUND – Este agradável passeio pedestre começa na ponte Waibaidu e termina Rua Jinling Este, percorrendo um quilómetro e meio em paralelo com a primeira Rua Zhongshan Este.  A oeste está ladeado por belíssimas construções de estilo ocidental e por este de um arvoredo de fragantes e idílicas flores, para fortalecer a saúde e os enamorados. Mesmo ao lado corre o Huangpu, qual estrada líquida sem em constante movimento com a entrada e saída de barcos de todos os tamanhos. Na outra margem ergue-se a bela e moderna Pudong onde elegantes edifícios nos fixam o olhar, com destaque para a torre da televisão e o maior edifício da China a Torre JiaMei. 

 

Jardim do Grande Panorama – Encontra-se na zona turística do distrito Qingpu, nas margens do lago Diansahn, ocupando oito hectares. Reconstruiu idílicas paisagens da novela clássica O Sonho das Mansões Vermelhas.

 

Shanghai uma cidade imprescindível de visitar numa viagem à China… E senão antes, sugerimos 2010, aquando da realização da Exposição Mundial…

Fica a sugestão!