Visitei Pequim pela primeira vez em Abril de 1998…
Fiquei surpreendido!… Nunca imaginei que tal nível de modernidade existisse já por aquelas paragens… Já lá estava tudo o que as grandes capitais europeias apresentavam como sendo o “último grito”!
Hoje o seu crescimento é a olhos vistos… De cada vez que lá volto uma nova avenida foi aberta (em prejuízo de mais um “hutong”*) e novos arranha céus se elevam num desenfreado crescimento de betão e ferro… Novos “shopping”, novos hotéis, novos edifícios de escritórios de fazer inveja a qualquer urbe e muitos blocos de habitação, sendo a maioria em condomínios fechados de alto luxo…
Para isso, contribuiu, e muito, a candidatura e a realização este ano dos Jogos Olímpicos.
Normalmente fico alojado no mesmo hotel – Xiyuan – ao qual já chamo a “minha casa” de Pequim…
Situado na terceira circular fica “relativamente” perto de tudo, ou melhor, a uma corrida de táxi… Até Tiananmen pago cerca de 30RMB , equivalente a 3€…
Das janelas dos seus quartos, variando a localização, posso ver a Torre da Televisão, o Jardim Zoológico e o Aquário ou o edifício do Museu da História Natural, que tem à porta alguns exemplares (réplicas) de dinossauros.
Como curiosidade a construção vizinha de um prédio que vi nascer desde a demolição dos anteriores edifícios…alicerces…etc, etc. Da sua arquitectura a curiosidade de saber o que iria dali sair? Uma Igreja? Uma Catedral? Um edifício público para albergar algum importante departamento de estado?… É que a sua arquitectura e localização, mesmo ao fundo de uma avenida, assim deixavam transparecer…
Passado três ou quatro meses, nova visita e o prédio sempre a crescer… No prazo máximo de quatro visitas o prédio estava pronto e apto a receber os novos inquilinos…
Surpresa, não era Igreja ou Catedral, nem pouco mais ou menos para receber qualquer importante departamento do estado. Era simplesmente mais um edifício de escritórios onde foram instalados bancos e mais bancos e um departamento da casa da moeda…e escritórios de variadas empresas.
Mas, vale a pena olhar para ele e… digam lá se também não ficariam curiosos ao vê-lo crescer …
(álbum de fotos "A CATEDRAL!" – as fotos foram tiradas ao longo de um dia… desde a alvorada até já noite…)

Nota: * “hutong” - antigos bairros chineses constituídos por casas de rés do chão todas cinzentas e cercados por muros (tipo Vila) com um portão que era fechado à noite. O Governo tenta preservar alguns pois fazem parte da história da cidade…