Pequim… ou Beijing, como dizem os Chineses, é a Capital…
Fundada há cerca de quatro mil anos, foi uma das capitais da China Imperial, juntamente com Hangzhou, Kaifeng, Luoyang, Nanjing e Xi’an.
O seu nome significa “a capital do norte”.
No presente é a terceira maior cidade do país, a nível populacional (depois de Shanghai e Chengdu - 19milhões!?) e a sua população deverá andar nos 14 milhões de habitantes…
Falar de Pequim é falar de grandes espaços, soberbos edifícios e largas avenidas tendo como coração a Cidade Proibida rodeada por muralhas de doze metros de altura. Do lado exterior a Cidade Imperial com belos lagos e jardins… No extremo sul eleva-se a Porta da Paz Celestial, ou de Tiananmen, actual símbolo de Pequim, que serve de entrada norte da Praça com o mesmo nome, onde se encontram edifícios como o Grande Salão do Povo (sede do Parlamento) e o Museu da História e da Revolução.
A separar a porta da praça a Avenida da Paz Celestial, que na época imperial não tinha mais de quatro quilómetros de comprimento e que hoje atinge mais de quarenta, sendo a principal artéria da cidade de onde derivam todas as outras perpendicularmente.
No centro da Praça de Tiananmen encontra-se erigido o obelisco em homenagem aos Heróis do Povo e logo o -Mausoléu de Mao Tsé Tung.
Outros motivos de interesse a visitar em Pequim… para além da Cidade Proibida, O Templo do Céu, o Palácio de Verão (a noroeste da cidade), os mercados de rua de “antiguidades”e... como já referimos os inúmeros parques e jardins...
Uma visita à Ópera e comer o tradicional Pato lacado à Pequim é também obrigatório...