Os Azuis dos meus viveres


Tão longo, belo
e suave
é o caminho
como estreito
tosco e duro
o percurso,

- Por bem, assim
a Vida é o pleno direito
o gozo perfeito. -
sei-o, digo-o
sinto-o.

- E que preciosidade, Essa
pelo melhor, podemos viver
e sentir(?)
...senão, pois
ao terno rebate
do cintilar das estrelas
o céu já define nosso sentimento

[nossa vida e sinais se perpetuam, ali...

aonde não mais há que o que perder;
ainda que o tempo apague a dor,
ainda que traga de volta velhos rituais
e sabor das Estações
e o crepuscular
- por sábio amor de si vingará
ou, tornará
e tão breves as paixões que cultiva

e, enraizados ao céu
- ao contemplar -
teremos sempre vivo e terno
o azul conventual.

Por entre viva realidade, ou não
não meras, nossas
as fantasias, ou puros devaneios
por infernais;
e são muito nossas, as ilusões
paracessíveis nos tomam
tornam
como um destino, direcção... assim os sonhos
que em nós permanecerão

Em uno ato
e terno desarme e remate
a cada ligação importante
eternos viveremos

- como aproximação aos céus...
quantos de nós de novo nasceremos -