Casa do Mar


houvesse outro lugar
...senão ali
entre todas as coisas
reais, belas
e passageiras
e tão radiante ficaria
desnudando das marés
o branco prata
destas ondas
tão portadoras de devaneios
e sonhos agora

de todos os meus haveres
são as estrelas, pétalas
o que à flor transmitem
o aroma de todos os teus sinais
e cabelos - em mim - fluindo

e deste universo, minha voz
num deslumbre duradoiro
trazendo de volta a paz, o amor
e o pendor de todos os tempos cheios
sem saída

pois na permuta das vagas
que tremendas
morrem
o deambular do infinito

assim teu olhar
teu sorriso e lábios
e todas as frequências
o mesmo destino
[emaranhados de mim]

a presença viva e reconfortante.