Caros sonhos meus,


Onde estão?
Onde vivem?
Afinal, há muito deixaram de aparecer.

Insisto: "Onde estão?"
Nada me dizem mas preciso de vos ver.
Isto porque, estar convosco é poder viver.

Só assim se atenua aquele penoso morrer...
Pedaço de um verbo que rima com sofrer,
Na inércia do meu amanhecer.