Por algumas das muitas fases das nossas vidas perdemos algo, algo que é importante para nós, algo que nós necessitamos.
Na maioria dos casos somos nós próprios que fazemos com que percamos essas ‘fontes de Felicidade’ na nossa vida. Só quando perdemos é que damos valor, este é um dos muitos defeitos que o ser humano tem em si, mas será que deveremos de nos torturar ainda mais por esses erros? Não será já doloroso que chegue o nosso arrependimento, a nossa tristeza, termos a consciência que o que se foi não terá regresso? Aqui está algo importante e que muita gente deverá matutar. Devemos olhar para os nossos erros através de ‘outros olhos’. Devemos de ver os nossos erros noutras perspectivas. Um erro deverá ser encarado como uma aprendizagem. Errámos na resolução, mas não o tornaremos a cometer o mesmo erro se nos serviu de algum proveito o sofrimento. Aprendemos com ele. E se dói olhar para o Passado e saber que nunca mais poderemos reviver os melhores momentos, então que olhemos para nós, mesmo agora! Neste preciso e exacto momento! Trataremos de nós para termos força para conseguir ultrapassar as muitas mais etapas que o Futuro nos reserva! E lembrar-nos-emos do Passado somente quando tivermos as feridas completamente saradas! Pois ai é que conseguiremos interpretar o que passou, o que fizemos quer seja bom ou mau para nós e/ou para os outros com mais exactidão e precisão, de forma mais correcta digamos por outras palavras. Se algo nos perturba a mente, coração e alma, e se não conseguirmos travar o pensamento e as lembranças nos atormentarem em sonhos e até estando consciente, então que lutemos com toda a garra por aquilo em que acreditamos! Por aquilo que gostamos! Que nos tem extremo valor e importância! Tornar-nos-emos mais fortes e mais correctos/as do que quando cometia-mos os tais erros com tais pessoas! Impor-nos-emos à vida e a nós próprios! Chegou a hora de dizer Basta e um Adeus bem-educado à Estupidez e Sofrimento, para que vão e não voltem de tão satisfeitos da despedida!... Sê feliz…luta…e não gastes tempo a derramar lágrimas, nem a lamentar nem sequer a pensar no que podias ter ou não feito…é Passado, o teu caminho é em frente!...tens que respeitar o trânsito…

Autoria de: Márcia Wergikosky (escritas de 2006/07)