Escrevo o que penso não sentir, invado os meus pensamentos sem descanso, na busca de uma resposta para tantas emoções diferenciadas umas das outras e todas pertencentes a mim…
Escrevo-te assim, sem pensar no porquê, no tempo, na realidade. Cada letra é uma peça construindo e dando forma a meus sonhos. Percorres meus sonhos adocicando cada momento que passa, pára o tempo para te poder olhar uma vez mais, na esperança de eu ver em ti um sorriso, e recordá-lo sempre que necessitar de um motivo para rir, sempre que precisar de algo para me trazer felicidade.
Teu toque me arrepia numa simples união sua á minha pele, enquanto teus beijos me falam mais do que as palavras proferidas.
Ilumina-se-me um momento.
Estendo o braço, alcançando tua mão.

Autoria de: Márcia Wergikosky (escritas do meu passado)