From home I see a bit of sky
sometimes there are too many grey clouds so the blue changes into the colour of my deadlock
light chains me against the wall
sequins fall down the sky illuminating my night
cocaine
I hope till morning
with a bit of blue sky
behind bars
of my jail.
De minha casa vejo um pouco de céu
às vezes há tantas nuvens cinzentas que o azul fica da cor do meu beco sem saída
a luz acorrenta-me à parede
lantejoulas caem do tecto iluminando minha noite
cocaína
até ser manhã assim espero
com um pouco de céu azul
pelas grades
da prisão.

by Armando TABORDA, 2013