Bem, como se sabe tem se assistido a um grande desenvolvimento da industria ao longo das ultimas decadas. Isto deve-se á grande evolução da qualidade de vida principalmente nos países mais desenvolvidos. Efectivamente, ao longo das ultimas decadas tem-se verificado um grande aumento do nível das águas do mar. Com isto verifica-se o recuo das zonas costeiras, bem como a destruição de infra-estruturas de habitats, que leva a posterior extinção de espécies.

Então, afinal, o que é o degelo?

O degelo é uma consequência derivada do aquecimento global. Os especialistas afirmam que a região do Oceano Ártico é a que tem vindo a ser mais afectada, apesar de ocorrer em vários cantos do mundo. Nos últimos anos, 40% da camada de gelo deste oceano tem vindo a diminuir, tornando-se mais fina e a sua área já reduziu 14% até este ano. Este facto é justificado pelo aumento da temperatura, a nível global, incluindo pontos como o Alasca, o Canadá e a Sibéria.

Apartir de 1980, o gelo do Ártico tem diminuindo 10% a cada década. Em apenas 30 anos o aumento de temperatura foi de 2,75ºC, enquanto que a Antártica registou um aumento de temperatura de 2,5ºC desde 1940.

As principais cordilheiras do mundo também estão a perder massa, gelo e neve. As montanhas dos Alpes já recuaram entre 30% a 40%, desde 1850, de acordo com a Worldwatch Institute, que afirma também que a neve que cobre o monte Kilimanjaro, na Tanzânia irá desaparecer nas próximas duas décadas.

Assim, perante estes factos deduzimos que: "O fim está perto" e visto que somos nós os seus principais destruidores, temos que actuar rápidamente.