23 de outubro

Príncipe & Encantado (por mim, é claro)

Procurei por muito tempo meu príncipe encantado, aquele que viria em um lindo cavalo branco resgatar-me da bruxa má e da madrasta perversa.
Alguns (todos) acabaram virando um "sapo"... mas isso é lá em outra história.
Ele um lindo jovem loiro, belos pares de olhos azuis e uma roupa finamente bordada com fios dourados. Por onde ele passasse os pássaros sairiam cantando ao redor (Opa! Mas essa cena é da princesa) Perdão! Um príncipe valente com sua espada reluzente, revestido de coragem, desbravando florestas, matando horríveis monstros, dragões bicéfalos, serpentes voadoras e no final da história (sem um arranhão - e com os cabelos rigorosamente penteados) viria resgatar-me.
Floresta em festa! Comemorar o casamento do príncipe com a doce princesa (no caso aqui, eu mesma)... ou apenas o primeiro beijo! Então magicamente viveriam(os) felizes para todo o sempre...
Fico pensando... quem pagou a conta da festança?
O primeiro filinho a rainha não deu palpite?
O príncipe terminou a faculdade? Conseguiu um bom emprego na floresta? Ah, ele é principe tem posição vitalícia...
E quando o principe retorna ao palácio, cansado, exausto de tanto aplaudir o bobo da corte... será que ele se aborrece com os brinquedos espalhados pelo palácio? Será que é ele quem irá preparar o jantar naquela noite? Será que ele pode escutar como foi dificil o dia da princesa (agora, não mais tão adormecida - antes, ela ao dormir foi despertada com um doce beijo, agora já acorda com o herdeiro a chorar na porta de sua alcova)
Mas é realmente apenas uma questão de adaptar-se... o herdeiro irá crescer e dará lugar à outras necessidades (mas vamos deixar o herdeiro para outro momento)
Quero aqui dizer que contos de fadas são reais (ainda sonho com o meu príncipe). Tenho que manter-me nesse conto como a doce princesa, e não como a bruxa má (embora qualquer sogra irá achar isso mesmo), a perversa madrasta ou as invejosas irmãs. Devo ser a princesa! É assim que meu príncipe me espera.
Vejamos como é a princesa: uma inocente e bela jovem, de uma beleza jamais igualada - fisicamente dotada de traços delicados, pele alva, cabelos longos e brilhantes, de aparência tênue e frágil. Fala a lingua de todos os animais da floresta, todos sabem que ela é a "especial", seu olhar é meigo e sua voz é branda, seu caminhar tranquilo e seus movimentos lentos e delicados...
Espere um pouco...Pare! É assim que devo ser? Quem disse? Quem imputou-me isso? (Esses maravilhosos contadores de histórias!!)
Não enfrento dragões que cospem fogo - Eu os mato antes mesmo que surjam. Busco minhas forças em um Deus vivo, não em magias e feitiçarias. Derroto minhas "bruxas más", com palavras, com atitudes corretas e com posturas às quais me acho fiel. Acordo constantemente de meus "sonos" envenenados e desperto com ou sem beijo do príncipe amado. Cuido dos "herdeiros", dia-dia, com amor, dedicação e responsabiilidade de estar cuidando de um ser especial. Faço receitas caseiras, sigo conselhos e dietas para melhorar a aparência, para estar mais "bela adormecida". (Como será que era o cabeleireiro dela
Ei, mas existe príncipe encantado?
Sim, tenho certeza que em algum lugar (talvez no passado) há um coração de príncipe esperando pelo meu. Um príncipe determinado, consciente de sua missão, missão de resgatar-me. Um príncipe que entende que estou mais para "Fiona" do que para "Cinderela" . Um Dom Quixote que enfrente moinhos de vento, para "defender-me", como sua doce "Dulcinéia" . Que na "beleza" de um corcunda seja meu "Quasímodo" apaixonado. Que construa nossos "cavalos de Tróia" em resgate a amores de "Helena". Que tenha sua "távola" e seja um "rei" sábio, generoso e bondoso com seu "povo". Que investigue "elementarmente" cada situação. Que seja meu super-herói moderno ou mitologico. Que surja do "Olimpo" ou venha do interiorrrr.
Mas que JAMAIS se esqueça que somos aprendizes nesta vida e que aqui estamos para sermos FELIZES, mesmo que no "faz de conta" tenha um fim trágico do desencontro entre "Montéquios e Capuletos" e que o AMOR seja selado na eternidade.
Meu príncipe, AINDA não sei se sou tua princesa.
Mas em meu coração tens morada de Rei.
Meu príncipe, viva cada dia como se fosse um divertido desenho animado, que podemos passar a borracha e refazer os traços e dar continuidade à história.
Meu príncipe, deixe as tragédias gregas nos pesados livros empoeirados. Abra teu coração "ao novo". Saia da "trilha", mas não se esqueça de marcar o caminho com pedrinhas... e na volta faça um lindo jardim, mesmo que apenas com pedras, sem flores, mas é um jardim.
Meu príncipe, quebre as correntes as amarras e sinta a felicidade, doce, tranquila, pacifica...porém, não molenga e preguiçosa!!!!
Preste atenção em que "reino" vives: se irás ficar com a "princesa" !
"Era uma vez...um príncipe... e IREMOS passear na praia e VIVEREMOS felizes para sempre (eternamente)"


Jeanne
19out2007
21:40