Ao habitarmos um mundo fortemente globalizado, podemos tender para, pensar que, existe um cultura global, unificada, que
seja um misto das divergentes culturas, em resultado da evolução.
Mas o que é a cultura? A cultura ao ser o conjunto de práticas e acções sociais que seguem um padrão determinado no
espaço, e que se refere principalmente a crenças, comportamentos, valores, instituições, regras morais que permitem e identificar uma sociedade,
como um todo e não como uma unidade, o que leva a concluir a subjectivadade predominante no conceito de cultura, assim como as inúmeras variáveis. Posto isto tentei fazer um esboço do que era cultura para mim então, perguntei-me em que "estilo" me encaixaria, pensando
na forma de vestir, vocabulário, adereços, na musica que ouço, nos filmes que vejo, nos ideais que idolatro, preconceitos, conhececimenos adquiridos
e ai fui-me apercebendo da complexidade cada vez crescente da questão, questão essa que ia progredindo sem conseguir arranjar um limite, um conceito ao qual me ajustasse.
Deparei-me com a variedade absoluta do meu raciocínio, o que permitiu concluir que a cultura, nem é globalizada, pois há muita variedade, nem é em unidade, mas sim
em grupo. Esse grupo que pode ser regional, nacional ou mesmo continental, pode conter um misto de outros culturas, pois está sempre sujeito a influências ao longo da sua
vizinhança, que ao longo das suas fronteiras abertas, (e é nessa mesma comunicação entre os indivíduos dessas diversas culturas), que quebra o movimento estático, transformar-se, transmite-se e flui ao longo do tempo ao que se
denomina evolução.



Rafael de Sousa Cr,