Cada ser existente na Terra é desenvolvido a partir de um processo de hereditariedade específica que nos permite distinguir traços físicos entre espécies.

O ser humano, indivíduo com capacidades evolutivas notáveis deve este facto à hereditariedade individual, processo pelo qual o Homem tem o privilégio de se individualizar perante todos os outros seres da sua espécie,criando uma personalidade própria referênciada no seu meio ambiente e aos factores condicionados.

Esta capacidade de diferenciação deve-se, em grande parte, ao cérebro que capta todas as informações vivenciadas pelo Homem tais como experiências, tradições, ideais, comportamentos alimentares, etc e as organiza e interpreta de diferentes modos.

Seria deste modo absurdo afirmar que o cérebroé tão único como a cara de uma pessoa, pois até os seres geneticamente mais semelhantes (como os gémeos) têm formas de agir, pensar, estar distintas.

O cérebro é de facto um dos orgãos mais importantes para o desenvolvimento psicológico do Homem, tornando-o num ser cultural que domina o pensamento sob várias dimensões ou perspectivas totalmente distintas uns dos outros.