Cultura ou culturas? Eis a questão!

Falar hoje em dia sobre um tema tão polémico como este é deveras interessante.

Será que daqui a uns anos existirá apenas uma só cultura ou que existirão várias?

Em relação a este assunto tenho ideias bastante claras.

Desde os tempos em que Jesus caminhava pela Terra (como é costume dizer-se), que o Ser Humano adquiriu hábitos de modo a viver, ou talvez, de modo a sobreviver, no meio onde se encontrava e a relacionar-se com os demais em seu redor. Como todos sabemos, o Ser Humano começou por viver como que em "bandos" inicializando, portanto, um processo de socialização de onde provieram hábitos de vivência em grupo aos quais damos o nome de cultura. Claramente a cultura de cada grupo foi evoluindo ao longo dos anos até aos dias de hoje. E exemplos de culturas é o que não falta, porque quem associa uma cultura a um país fala de uma certa cultura geral porque até um país pequeno como Portugal tem uma quantidade variadíssima de padrões culturais. Sim, porque nunca se viu no Algarve, as crianças de manhã comerem "Sopas de cavalo cansado", refeição típica do norte. E, portanto, não é hábito ver-se em outro local do país, um típico homem debaixo do seu chaparro, numa planície verdejante, comendo o seu pão com queijo de cabra, como se vê no Alentejo.

No entanto, muitas tradições culturais tendem a perder-se, ou de outro modo, a conjugar-se devido à migração de indivíduos de uns "bandos" para outros.

Fala-se, assim, do fenómeno da globalização, onde muitas pessoas aceitam o facto de que, cada vez, mais existe uma união de culturas de modo a haver boas relações entre os povos globalmente e onde se avista futuramente uma só cultura com variadíssimos padrões, podendo igualar o Mundo a Portugal e os países às províncias.

E seria isto viável? Concerteza que haveriam vantagens, mas em comparação com a quantidade de desvantagens que isso nos poderia trazer é melhor deixarmo-nos ficar pelas culturas!

Porque se há coisas que me irritam profundamente, uma delas é o facto dos nossos governantes concordarem com a ridicularidade do acordo ortográfico. Ora se eu aprendi a escrever "acção" porque é que agora se lembraram de retirar o "c"? Porque é mais fácil para os emigrantes brasileiros e provenientes de África? É ridículo, porque nunca vi nenhum acordo ortográfico entre Inglaterra e a América. Este é um simples exemplo da mistura de culturas que começa a existir no Mundo e que a meu ver é errada, porque se começar a haver muita migração para países como a Líbia, não é por nós que vão permitir a entrada de mulheres em mesquitas, mesmo que a nosso ver isso seja discriminação.

Como Fernando Pessoa dizia: "Para viajar, basta existir!" e se há coisas que eu aprecio é viajar, conhecer novas pessoas, novas culturas, explorar sítios diferentes, descobrir (!) e tal não aconteceria se houvesse uma só cultura mesmo que tivesse diferentes vertentes porque seria um misto por todo o Mundo!

E que a Humanidade entenda de uma vez por todas que SER DIFERENTE É ÓPTIMO! A individualidade cultural dos povos, a meu ver, deve ser preservada acima de tudo, pois é o que os torna interessantes! É a partir da diferença que nós seres racionais, criamos e evoluímos!