A vida é uma aventura...é algo incerto...se sou quem sou devo-o sobretudo aos meus pais por tudo o que me ensinaram,ensinam e ainda hei-de aprender com eles.Mas,mais que isso,devo-lhes parte da minha maneira de ser,devo-lhes os meus traços que são o meu 'eu',com o qual acordo todos os dias.

Se dizem que a sociedade é que faz de nós o que somos,então eu digo não! Jamais nos libertaremos daquilo que realmente somos: AUTÊNTICOS! Somos autênticos e por muito que tentemos mudar,está lá tudo dentro de nós! A sociedade apenas faz com que tentemos ocultar parte de nós e acender algo que temos ou não,de acordo com o padrão que se vive.

Racionalidade.Eis aquilo que de mais evidente recebi dos meus pais.Aquela calma para lidar com as mais diversas situações por mais esquisitas e pavorosas que sejam.Adoro conversar! Aquele jogo de palavras e ideias estimulantes,sarcásticas,irónicas ou apenas palavras...Aliás,hoje penso que se exercesse Direito,iria ser bastante realizada.O meu gosto pelas artes,penso que se deve novamente aos meus pais,pela oportunidade de ir ao encontro da excentricidade,originalidade,vivacidade! É algo que admiro e procuro.Tem o poder de me regenerar,bem como o poder criar coisas com as minhas próprias mãos.

Pondo de lado agora,toda a minha essência psicológica,sinto,sem dúvida,que herdei inúmeros traços dos meus pais.O cabelo ondulado,os olhos,as mãos,a flexibilidade dos dedos...enfim...sou uma grande mistura que combina ambos os lados.

Tenho muito orgulho em ser herdeira de todas estas caracteristicas,pois é o património da minha família que portarei para sempre comigo.património daqueles que nos dão as bases da vida e muito mais...