Este é o meu primeiro trabalho para psicologia, e tem como objectivo fazer-me reflectir sobre o titulo deste artigo.

Pois bem, será verdade que o homem é um viajante, na minha opinião,sim! Sem dúvida que sim, afinal de contas hoje em dia nós viajamos a todo tempo, toda a hora, ao mais longe e ao mais perto possivel, viajamos até onde desejarmos até ao mais longinquo, remoto recanto que se encontra nos confins do mundo. Foi também sem dúvida, este apetite voraz que o homem tinha por viajar que o levou até onde este se encontra hoje.

Temos tambem que ter noção de que viajar pode levar-nos a vários lugares uns reais outros imagináveis ou também impressionantemente mágicos.

Quem é que hoje em dia nunca viajou, mesmo fechado numa sala de aulas nós podemos viajar no espaço ou no tempo, sentados na carteira podemos viajar ao nosso passado ou imaginar o nosso futuro, ir à Lua e voltar ou podemos simplesmente pedir licença à professora permissão para viajarmos até à casa-de-banho.

Concluindo como podia o homem ser o que é hoje em dia se este não viajasse, como podia ele evoluir, se não viajasse, porque sem dúvida que o facto de este acontecimento se suceder permitiu ao homem evoluir. Por exemplo quando pensamos em algo que não existe que temos que construir, fazer ou elaborar não viajamos por entre os nossos pensamentos, não vaguiamos por eles tentando encontrar a resposta ou as respostas certas tentando por vezes milhares de vezes porque por vezes as respostas são erradas ou as menos correctas. Mesmo não sendo só no nosso pensamento, não terá o homem que viajar para encontrar talvez os materiais necessários para o seu projecto, não é tambem através das viagens que o homem adquire conhecimentos novos, observa novos meios, interage, se relaciona acima de tudo.

Se formos buscar uma certa expressão à Fisica até podemos dizer que o homem está em constante movimento, e até podemos aprofundar que este por vezes é variado, sendo depois acelerado ou retardado, mas temos que ter noção que o homem por vezes também se encontra em repouso, para restabelecer forças, embora até nessa altura ele viaje, porque como já disse e volto aqui a referiro homem viaja por entre a sua imaginação, um espaço só dele e demais ninguém, um espaço que eu considero espantoso.

Portanto é incrível e admirável, porque se viajarmos na nossa mente até ao dia do nosso nascimento, podemos perceber, que até nesse dia tão importante nas nossas vidas, começa tudo com uma viagem, do interior da nossa mãe para o exterior, o mundo que nos aguarda. E se viajarmos ainda mais longe, no dia em que os nossos pais nos conceberam, começou tudo com uma simples viagem de milhões de espermatozóides que tinham como meta final um óvulo, óvulo esse que depois de ter escolhido qual o espermatozóide e ser fecundado, mais tarde nos origina.

Conclusão: pergunto se seria possivel ao homem existir se este não fosse um verdadeiro e puro viajante?

Portanto, a resposta é certamente não, e todos nós ja percebemos porque, por isso quero finalizar pedindo que reflictam no quanto importante pode ter uma simples palavra nas nossas vidas, nós somos sem dúvida uns aventureiros.