Maria Percheiro's articles


Por vezes - Por vezes nos julgam pelo que parecemos ser, mas tudo, sem nunca nos conhecer... Por vezes nos ol… - May 16, 2014


Improviso - May  7, 2014


Acabou - Nao te entendo juro que nao! Um dia vens contente, no outro nao apareces afinal que amor é esse… - May  6, 2014


See all articles...

Authorizations, license

Visible by: Everyone (public).
All rights reserved
56 visits

Improviso


Boa noiteeee Era noite alta e o sono nao vinha, espreitei a janela visinha, tambem nao dormia, ao longe tudo era silencio e solidao! Uma luz fazia entender que o fogo ardia, quem sabe para se aquecer... Fiquei ali esperando que o vulto que certamente dormitava, ou quem sabe sonhava como eu...fizesse um pequeno gesto um aceno, mas tudo era calmo, so minha musica continuava tocando aquela musica que um dia ouviamos juntos, mas como aquele vulto quieto e mudo nada aconteceu! Me sentei e me olhei no espelho, um vulto, seria eu?! Como tinha envelhecido no tempo perdido onde nem estrelas brilhavam so eu e ali, naquela casa defronte onde certamente nao voltaria a acordar. Por fim a luz se apagou, e eu voltei ao tempo de entao, e sem nada mais querer entender tentei adormecer! Sao Percheiro noites de Maio

Comments