E na noite que se faz amor que se olham as estrelas sentimos sentimos o perfume inexistente Mas é na noite que o amor se estende no abraço no beijo quente é na noite o amor inexistente! Sao Percheiro Poemas de Maio