Na espera o desencontro do encontro inesperado a terra molhada sem chão... o desalinho estampado no olhar ausente... Sem destino certo, como incerto era seu caminho! São Percheiro