Toda a vida andei-me a questionar, porque é que existe mal? Será que há alguma razão para acontecerem coisas terríveis no nosso mundo?
Uma pessoa comum diria que para existir o bem tem que existir o mal, mas eu pergunto-me porque tem que existir o mal para existir o bem? Será que é pra conseguirmos distinguir bem um do outro?
Uma interpretação semelhante a esta é o Yin-Yang do taoísmo (uma tradição filosófica e religiosa da China).
O Yin tem como significados: o princípio feminino, a terra, a passividade, a escuridão e a absorção.
O Yang (oposto a Yin) tem como significados: o princípio masculino, o céu, a atividade, a luz e a penetração.
Esta interpretação religiosa-filosófica, de origem chinesa, diz que no ser, no objeto ou no pensamento existem duas forças complementares que compõem tudo o que existe, e do equilíbrio dinâmico existente entre elas surge todo o movimento e mutação. Ou seja, para que existe algo tem sempre de haver o oposto para se manter um equilíbrio que permite que ambos possam existir de maneira coerente e estável.
Esta ideia leva-me ao que muitos disseram no dia da mulher, que foi "O Homem não consegue viver sem a Mulher" (uma verdade pura)... será que, é o mesmo para o Mal? Será que o Mal não existiria se não houvesse o Bem? Se seguirmos estas lógicas todas então a resposta óbvia seria sim.

No meio disto posso concluir que a razão pelo qual o Mal existe é por existir o Bem, e o mesmo acontece ao contrário.

Esta conclusão não está errada, mas será que está totalmente certa? Não, e vamos ver porquê.

Ao longo da história do ser-humano, vimos muitas personagens que ergueram ao poder e que cometeram atos maléficos e ficaram marcados na história como tal. Dou o exemplo de Hitler, líder nazi, comandou Alemanha e começou a 2ª Guerra Mundial, logo o consideramos um "ser do mal", um facto "engraçado" é que não se sabe o que acontece no dia em que a 2ª Guerra Mundial acabou... não sabemos se ele morreu ou se fugiu para o Brasil como alguns disseram. Mas uma verdade é certa, durante a 2ª Guerra Mundial houve muitas tentativas de assassinato ao Hitler, e foram todas fracassadas. Destaco uma em que um militar nazi pôs uma mala (com uma bomba lá dentro) a poucos centímetros de Hitler durante uma reunião com os seus estrategas e militares de comando; normalmente isso matararia qualquer pessoa mas o que aconteceu foi que todos os que estavam naquela sala ou morreram ou ficaram gravemente feridos, todos excepto Hitler que, surpreendentemente saiu dessa explosão ileso sem quaisquer feridas.
Outro exemplo é do Bin Laden, o homem que deu ordem a uns credores da Al-Qaeda, para raptar aviões e dirigí-los às Torres Gémeas de Nova Iorque. Este atentado terrorista matou milhares de pessoas e foi marcado como dos piores eventos na história do ser-humano. Para este homem ser levado à justiça foram precisos quase 10 anos para o encontrarem, durante esse período de tempo houve inúmeras mortes entre soldados americanos e defendores da Al-Qaeda. Quando se soube que o homem "mais procurado do mundo" foi apanhado houve muitas pessoas que até ficaram mais tranquilas, pois um "monstro" como este ser apanhado é um grande feito.
Dando estes dois exemplos do mal, deu para ver que quando é para marcar história marca e que é muito difícil de acabar com o seu protagonista.

Depois para o bem temos também outros exemplos. Temos Ghandi que foi um homem que sem recorrer à força ou à violência, só a protestos pacíficos conseguiu com que Índia fosse reconhecido como um país independente. No final ele deveria ter uma vida tranquila depois disto, pois fez um grande feito para o bem de uma grande população, mas infelizmente não aconteceu pois foi morto a tiro e, ainda por cima, não foi uma morte imediata, ele ficou durante algum tempo em sofrimento, e durante esse tempo ele só esteve a rezar. Uma pessoa que merece o respeito de muita gente e que infelizmente não teve dos melhores finais.
Como ele temos muitos outros: Abraham Lincoln, foi o homem que com as suas ações fez com que a guerra civil Americana entre o Norte e o Sul terminasse. Apesar da guerra ter acabado depois de Lincoln ter morrido, foi graças a ele que tala aconteceu, mas porque é que Lincoln morreu? Foi assassinado, tão simples quanto isso. Outro homem que tentou de tudo para fazer o bem para uma nação acaba por ser morto após levar um tiro perto da cabeça por John Wilkes Booth. Este assassinato foi marcado como dos piores eventos da história Americana, tal como o 11 de Setembro (obra de Bin Laden como foi referifo anteriormente).
Dando estes dois exemplos também, vemos que o Bem fez também grandes atos, o problema é que após a realização desses atos, os seus protagonistas são mortos por outras pessoas (neste caso representam o Mal nesta história toda)


Até agora vimos que o Mal não vive se não existir o Bem, mas que é mais difícil impedir o Mal do que o Bem. Se formos a ver a interpretação religiosa-filosófica referia anteriormente, Yin-Yang, aqui está uma contradição. Então para o Bem e o Mal existirem tem de haver um balanço entre eles, mas se acabámos de ver que o Mal, de certa, é superior ao Bem, isso não implicaria um desiquilíbrio nesse balanço?
Dito isto eu pergunto-me, se o Mal é mais difícil de ser erradicado do que o Bem, então porque existe tanta esperança? Porque existem credores na Paz Mundial?
No meu caso eu acho que é essa razão que faz com que ainda haja o equilíbrio referido no Ying Yang, pois, todo o ser-humano possui Bem, mas ele é que decide se o quer ou não usar. Pois como consigamos ver, os pecados têm origem ou dão origem às boas ações.

Esta minha conclusão não está completa, pois eu acredito que o Mal tem mais do que uma razão para existir para além da de ser a carga negativa do Bem; eu não o consigo dizer qual é e não sei se alguém o consegue por completo, pois a Verdade Absoluta não se consegue adquirir, mas é com estes pensamentos que estamos sempre um passo mais perto de a atinngir.