Já começo dizendo que se você gosta de um bom CD pentecostal você vai gostar de ouvir o CD ‘Sobreviventes’. O lançamento de Amanda Ferrari é o primeiro disco independente da carreira dessa cantora que se tornou um fenômeno em todo Brasil após o lançamento do pra lá de bem sucedido ‘Eu Vejo Deus’ que deu uma ‘Virada’ na vida e no ministério da cantora.

Para esse novo disco a cantora reuniu os ingredientes que os pentecostais mais gostam; canções fortes, com arranjos pesados e um back vocal de arrepiar. Além disso Amanda pensou no encarte e produziu um projeto gráfico temático que surpreendeu a todos. Ronny Barbosa, Henrique Oliveira, Rafael e Juninho Andrade produziram de forma especial as canções do CD, cada um a sua forma, com sua personalidade, mas posso dizer que o resultado final ficou um grande espetáculo.

Sem mais enrolação vamos à análise:

‘Sobreviventes’ com a canção que dá nome ao CD. A faixa tem um ‘ar cinematográfico’, que aliás faz desse CD uma boa trilha sonora, com arranjos que revelam aventura, ação e emoção.

‘A guerra ainda não acabou’ é a mensagem principal da canção que nos leva a reforçar a fé para continuar lutando, esperando em Deus a vitória e mostrando para todos que somos ‘sobreviventes’. O back vocal dá um show do começo ao fim.

‘Tempo de Restauração’ trás um arranjo mais orquestrado e calmo e depois vai ganhando força com a bateria e dessa forma vai deixando a canção mais pop até chegar ao refrão. O refrão relata que a Glória da Segunda Casa será maior que a primeira. A canção é profética e declara nova vida para aqueles que já sofreram.

A canção é boa de ouvir, mas tem um refrão mediano, sem muitas novidades.

‘Tirado das águas’ Eis que surge a primeira canção do ‘reteté’. O forrózinho pentecostal é super tradicional e como tal não poderia ficar de fora. A faixa conta a história do menino Moisés que foi tirado das águas. Não há o que analisar, pois canções desse estilo só mudam a letra e poucos instrumentos, o resto é tudo bem comum, mas posso dizer uma coisa – quem curte o estilo vai gostar da canção.

‘Lá vem mais Dois’ conta a história dos já conhecidos ‘Dois Ungidos’ que são parados pelo aleijado que clamava por uma esmola na porta formosa. Eles dizem que não tem ouro e prata, mas declaram a cura em nome de Deus.

A canção conta a história e faz uma analogia declarando que os ungidos sempre fazem a diferença. Composta por Samuel Mariano, sendo uma regravação, constitui uma musica que traz muita unção desde o começo ao fim.


‘Fenomenal’ a canção começa com refrão em alto estilo declarando que vai acontecer algo sobrenatural. Essa introdução deixa a faixa bastante convidativa para se ouvir toda canção. A estrofe relata a história dos três jovens jogados na fornalha e reforça que algo sobrenatural aconteceu naquele momento.

A construção lembra, bem pouco, mas lembra a construção da canção ‘Vai acontecer milagre’ da Damares no CD ‘Apocalipse’. É uma canção que faz o refrão grudar na mente! Eu gostei!

‘Invicto’ é mais uma canção que tem em sua introdução arranjos que transmitem bastante emoção e lembra trilha de filmes de ação e suspense.

A primeira estrofe tem a força das batidas da bateria que junto com o back ganham força e deixam a primeira parte da canção muito boa de ouvir. Canções boas a gente percebe desde o inicio, esse é o caso dessa canção. O refrão fica ainda mais forte que as estrofes e a letra, arranjo, back e melodia tornam essa faixa a melhor do CD.

Mais uma vez Eduardo Schenatto mostra sua potência para composição. Letra forte que destaca o poder de Deus sobre as batalhas. ‘Invicto para Sempre’ Eis uma canção que merece vários replays.


‘Vaso de Alabastro’ Sim, é mais uma regravação. Aliás, temos que dizer que as cantoras pentecostais estão tornando cada vez mais comum o hábito de regravarem canções, mas dentre todas Amanda é uma das que mais regrava.

A faixa gravada por Mara Lima foi é até hoje é uma grande sucesso. Não há o que falar, a faixa é muito espiritual e profunda. A parte ruim das regravações é que sempre haverá comparações entre as versões.

‘DNA’ é, também, uma regravação e ganhou destaque quando Gusttavo Lima a gravou. A canção com estilo ‘biológico’ destaca o poder de Deus desde a simplicidade até o mais complexo e reforça que não existe nem na terra, nem no céu um Deus maior que o nosso e que Ele é Deus, o resto é pó. Pra ser sincero a versão do Gusttavo Lima é bem melhor!


‘Quem quer’ é uma canção boa, mas não contém nada de surpreendente. A faixa destaca personagens da bíblia que tomaram a iniciativa e receberam o milagre. A mensagem da canção é destacar que quando você quer, Deus pode!

‘Calendário de Deus’ vem num tom mais ‘brega’ por assim dizer. É uma canção bem animadinha em um estilo que lembra ‘o relógio de Deus’ mas em clima de descontração e animação. É legalzinha!

‘Adorador’ mostra mais uma boa regravação. A canção é bem construída e ganha no originalidade dos arranjos que deixou a canção forte. A letra é grande, mas é tão boa que dá vontade de repetir até conseguirmos aprender toda letra.

Eis mais uma grande faixa que vai ganhar espaço entre muitos conjuntos de louvor. Regentes fiquem de olho nesse louvor!

Mais uma vez os arranjos e os backs conseguiram melhor a canção que por si própria já é bela, ou seja, deixou a mesma simplesmente incrível. Sucesso!!!


‘Além do Rio’ é uma magnifica canção. Lilia Paz também a gravou em seu mais recente CD. A faixa se torna bela por causa da melodia que lembra canções da harpa. Os arranjos simples, mas belos tornam a canção impecável.

Com direito a declamação e tudo a canção me surpreendeu. Gostaria de ouvir mais canções desse estilo no meio pentecostal. E seria de bom grado que os conjuntos passassem a cantar canções desse estilo, pois como todos sabem será em grande coro que estaremos face a face com o Todo Poderoso.


‘Ressurreto’ chega chegando com uma introdução forte e impactante. Sem perder tempo e indo direto ao ponto a letra conta os últimos instantes da crucificação e vai contando a história até chegar à ressurreição.

O refrão destaca que Jesus venceu a morte. O refrão é bem construído. O back vocal acompanha todo refrão e isso é muito bom pois canções desse estilo são bem cantadas por conjuntos e quando o back faz muitas ‘firulas’ acabando atrapalhando o entendimento da letra.
Quando achamos que o CD já estava salvo pelas belas canções já destacadas anteriormente eis que surge mais uma grande faixa para tornar esse CD uma belo obra prima da musica pentecostal.


‘Presença da Glória’ é mais uma boa canção com refrão gostoso de ouvir. Tem uma melodia mais rápida, porém, tem elementos clichês que tornam a canção mediana. Sem contar que depois de ouvir uma super produção como a canção anterior seria preciso uma super canção para chamar tanta atenção. Mas vale a pena ouvir!

‘Abençoado’ é a décima quinta faixa. E é com o estilo do reteté que o disco é finalizado em alto estilo declarando que somos abençoados por Deus e destaca a história antes e depois. Ufa, chegamos ao fim!

CONCLUSÃO

Acabamos de ouvir um grande CD Pentecostal que tem tudo para ser um grande sucesso de aceitação, vendas e mover de Deus.

Amanda Ferrari acertou em cheio e conseguiu o que todos esperávamos; superar o disco ‘Eu Nem Sonhava’ que foi gerado sob muito pressão para ser algo tão bom quanto ‘Eu Vejo Deus’, e no fim das contas não conseguiu agradar tanto assim.

Porém, em ‘Sobreviventes’ a cantora mostrou que sabe, como ninguém escolher um belo repertório. Ela foi lá, escolheu e interpretou de forma brilhante, nos apresentando um disco com canções fortes, impactantes e verdadeiramente pentecostais. Claro que o pop esteve presente, mas em uma dose bem tolerável e muito agradável de ouvir.

Pontos fortes: Repertório forte, arranjos impactantes e bem elaborados, interpretação.
Pontos fracos: Muitas regravações que faz com que surjam comparações. Além disso o fato de ter 15 faixas pode ter deixado o disco um pouco cansativo. O CD poderia ter o mesmo nível com 12 canções. Algumas não fariam tanta falta!

As melhores canções do disco são:
'Invicto', 'Adorador', 'Ressurreto', 'Sobreviventes', 'Além do Rio' e 'Vaso de Alabastro', Lá vem mais dois.

Embora existam fãs que não aceitem qualquer tipo de comentário que vá contra as ‘divas’ que eles tanto admiram eu prefiro enfrentá-los para dizer, sem medo, que esse CD superou o ‘O Maior Troféu’ da Damares, assim como, em minha opinião, veio mais pentecostal e melhor em repertório que os lançamentos de Rozeane Ribeiro e Vanilda Bordieri. Portanto em minha lista de Tops lançamentos, até agora, estão Anderson Freire e Amanda Ferrari.

CD ‘Sobreviventes’ nota;10,0

Fonte: Olhar Pentecostal