Bei Bei and Shawn Lee go Into the wind

Essa é para o ouvinte eclético: Em 2010 o produtor, multi instrumentista e compositor Shawn Lee lançou essa espetacular obra em colaboração com Bei Bei, compositora e master no Guzheng, instrumento chines da família da cítara com mais de 2 mil anos de história. A fórmula do disco não é nova, unir leste e oeste na música é um tendência desde os 60. Porém o álbum em questão é de fato inovador; em primeiro pelo instrumento chave do disco, o Guzheng, que ainda é estranho e novo ao nosso ouvido ocidental; segundo pela confecção do disco, totalmente mergulhada na era digital. Aqui a tal tecnologia não vem diminuir o humano, vem como expressão ampliada da cabeça genial de Shawn Lee, em dinâmica belíssima com o tradicional som de Bei Bei.O disco é quase todo instrumental, salvo duas faixas em que brilha a parceira de gravadora (Ubiquity) Georgia Anne Muldrow. A cantora traz um jazz r&b especial para a musicalidade do álbum nas faixas Make me stronger e Willingness, com destaque especial para a segunda. A multiplicidade de estilos é característica forte de Shawn Lee, e nesse disco a tendência se mantém forte. Bei's Bossa traz a levada suingada do nosso ritmo brasileiro. Whiskey Waltz, East, Into the wind e Hot Thursday são algumas das favoritas, carregadas de funk, jazz, hip hop, soul e eletrônica. O álbum é surpreendente, curioso, diferente e muitíssimo bem trabalhado. Mais uma vez é a Ubiquity Records no topo da música instrumental, fusion, experimental e pop do novo século.
Dê o play e se jogue ao vento. O cenário é da China antiga, redecorada pela modernidade desse mundo global de fusões culturais. E segue a dança...
prestigie os autores, compre o álbum!






font>>http://cavalonirico.blogspot.com.br/search/label/* América do Norte